Atualmente, temos que ter muito cuidado com nossos smartphones por estarem vindo em designs finos e bem leves. Isso faz com que a concentração de peso seja toda nos componentes internos do aparelho, forçando a carcaça e tela a sustentarem todo o conteúdo. Assim, para garantir uma segurança maior, a película de proteção para celular é essencial.

Podemos citar diversos motivos para colocá-la e, entre eles, os principais são: para evitar riscos leves ou profundos na tela, impedir a quebra da tela, dar a impressão de celular novo e proteger contra quedas. Pode parecer que, esteticamente, fique um pouco estranho, mas, atualmente, já existem muitos tipos que são quase imperceptíveis, como mostraremos mais à frente.

Achou interessante o que leu até agora? Então, não vá embora ainda, pois mostraremos tudo o que você tem que saber para não se enganar na hora de comprar uma boa película. Confira!

Quais são as melhores?

Atualmente, temos uma gama grande de películas no mercado, sendo, de certa forma, difícil distinguir quais as que realmente têm qualidade das que são pirateadas ou de fabricação ruim.

O nível de exigência dos consumidores está mais elevado, pelo fato de que não se trata mais somente de meros arranhões que o celular poderia ter, pois o que ela protege é, geralmente, de alto valor.

Dito isso, dois tipos de materiais têm se destacado no mercado, que são a de vidro e de gel. Falaremos delas logo abaixo, acompanhe!

Películas de vidro

Ela é como uma segunda pele do smartphone, feita com material bem rígido e temperado. Quando o aparelho sofre impactos leves na tela, a tendência é ela trincar, mas não impossibilita o uso do touchscreen do aparelho.

No entanto, caso a queda ou o impacto diverso seja de moderado a forte, a probabilidade de ela rachar é muito alta, sendo impossível sua utilização sem que seja retirada a película de proteção do celular. Portanto, ela é “sacrificada” em prol da garantia de que o smartphone permaneça intacto.

Películas de gel

São relativamente novas no mercado, porém, já estão ganhando muitos adeptos a ela. Essas garantem a absorção total do impacto, além de serem totalmente flexíveis, se aderindo a telas curvas em toda a extensão.

Sua espessura é bem menor que a da concorrente, todavia, a eficiência é superior e, ainda, ela não trinca ou quebra, durando muito mais.

Quando é a hora de trocá-la?

Basicamente, a película de vidro deve ser trocada caso trinque, pois será ineficiente a partir de então, ou tenha muito tempo de uso (mais de 1 ano).

Já a película de gel, como a durabilidade é maior, o interessante é fazer a troca quando ver que está desgastada ou algo semelhante.

Como trocar a película de proteção para celular?

Primeiramente, deve-se tomar certos cuidados antes da aplicação. Um desses é deixá-la longe de líquidos, pois pode deixar bolhas no aparelho. É recomendado que se escolha um local com menos poeira possível, porque, se houver sujeira no celular e você colocar a película, não poderá mais tirar. A última dica, mas não menos importante, é colocar o aparelho em um local antiderrapante, para evitar erros no procedimento.

Antes de começar, você precisará de um cartão de crédito (ou algo semelhante), um pano de microfibra, solução de limpeza de tela e um durex transparente. Vamos aos passos para a aplicação:

  1. desligue o celular;
  2. limpe bastante a tela;
  3. desgrude a película da embalagem pela borda de proteção;
  4. tome qualquer canto da tela como referência e vá aplicando com muito cuidado;
  5. utilize o cartão de crédito para ajudar a finalizar a fixação;
  6. depois do feito, deixe o aparelho longe de plásticos por um tempo, para não criar bolhas.

Agora que já sabe tudo sobre películas, saiba como escolher a melhor case para seu celular. Os nossos cases da Unicase se adequam a qualquer um, sem esforço algum.

E aí, leitor? Gostou do que leu sobre película de proteção do celular e seus benefícios? Caso tenha mais dúvidas, basta entrar em contato conosco que teremos o maior prazer em saná-las para você!